Um estudo elaborado para a NASA conclui que as trovoadas foram a principal causa dos grandes incêndios dos últimos anos no Alasca e no Canadá e que estas tempestades tendem a mover-se para norte com o aquecimento global.

O estudo foi publicado no Nature Climate Change e está disponível no site da NASA.

Trata-se de uma investigação liderada pelas universidades de Amesterdão e da Califórnia, que analisou as causas dos grandes incêndios que atingiram o Canadá em 2014 e o Alasca em 2015.

A equipa de investigadores encontrou aumentos, desde 1975, de entre 2 a 5% ao ano no número de incêndios que tiveram início em trovadas. Trovoadas que estão a ser cada vez mais frequentes por causa das temperaturas altas.

Descobrimos que não é apenas uma questão de mais fogos por causa das temperaturas elevadas. (...) As temperaturas altas estão também a criar mais trovoadas. Os raios dessas trovoadas têm criado muito mais fogos nestes acontecimentos extremos recentes", disse Sander Veraverbeke, da Universidade de Amesterdão.