Um vídeo do tigre Mike VIII, a mascote da Universidade do Luisiana, nos EUA, a tentar atacar os visitantes do parque tornou-se viral no Facebook. Nas imagens vê-se o tigre, que se encontra numa jaula de vidro, a caminhar em direção a dois homens de costas para o animal e a tentar saltar para cima de um deles.

O vídeo foi filmado por uma terceira pessoa que, quando percebe o que o animal vai fazer, pede aos amigos que não se mexam.

Depois de uma primeira tentativa frustrada, o animal parece desistir de atacar. No entanto, um dos homens que estava no primeiro vidro volta a colocar-se num outro vidro e o tigre volta a tentar atacar. Sem sucesso, o que faz com que o animal apenas fique alterado com a situação.

O vídeo divulgado, na semana passada, no Facebook, já conta com mais de sete milhões de visualizações.

Mike está a agir de acordo com os seus instintos naturais para atacar as presas pelas costas e obviamente ele não sabe que a barreira existe. Ele pode magoar-se quando esmaga o próprio corpo com impulso nas paredes de vidro reforçado”, palavras de Susan Bass, diretora de relações públicas da Big Cat Rescue.

A universidade já publicou avisos na comunicação social a pedir às pessoas que evitem atitudes como as que se veem no vídeo da semana passada, assim como levar animais de estimação para perto do recinto do tigre.

A diretora de relações públicas da Big Cat Rescue espera que comece a existir mais respeito pelos animais e que deixem de ser vistos como membro de um espetáculo.

Este vídeo divulgado do Mike a atacar visitantes demonstra exatamente o porquê da nossa preocupação. A Universidade do Luisiana permite que o tigre jovem e indisciplinado seja utilizado com um espetáculo para entreter visitantes fascinados a filmar”, diz Susan Bass.

A Universidade do Luisiana mantém a tradição de ter o tigre Mike como mascote em exposição nos estabelecimentos. Desde 1936 já existiram oito tigres Mike. Parte da tradição é a presença dos tigres nos jogos que decorrem no estádio da universidade.

O tigre Mike I foi comprado no ano de 1936 e foi presença nos jogos durante quase 20 anos. Quando faleceu, foi embalsamado e mantido no Museu de História Natural da Universidade de Luisiana. Atualmente, o tigre Mike VIII vive num recinto ao lado do estádio da universidade.