A tempestade tropical Alberto, a primeira da temporada, abateu-se sobre a costa norte-americana da Florida (sudeste) na segunda-feira e enfraqueceu, durante a noite de segunda-feira, ao atingir o interior do país.

Os serviços meteorológicos continuam, no entanto, a alertar para a possibilidade de inundações repentinas "potencialmente mortais" nas próximas horas e dias, enquanto o fenómeno se espalha pelo leste e centro do Alabama e oeste da Geórgia, antes de chegar ao Tennessee e à Carolina do Norte.

De acordo com a agência noticiosa Associated Press, dois jornalistas morreram na Carolina do Norte, na sequência da queda de uma árvore, mas as autoridades norte-americanas não atribuíram, até agora, nenhuma morte ou ferimento à tempestade.

Os serviços meteorológicos indicaram que a tempestade chegou durante a tarde de segunda-feira à praia de Laguna Beach, na Florida, antes de caminhar para o interior, prevendo que chegue ao Tennessee durante o dia de hoje e até ao final da semana ao Ohio e à região dos Grandes Lagos.

Entre agosto e setembro de 2017, três grandes furacões — Harvey, Irma e Maria —, atingiram a região quase consecutivamente, causando centenas de mortos e danos no valor de milhões de dólares nas Caraíbas e no sudeste dos Estados Unidos.