O autor do tiroteio que, na quinta-feira, provocou a morte de cinco pessoas na redação de um jornal norte-americano foi acusado de cinco crimes de homicídio em primeiro grau.

De acordo com a imprensa norte-americana, que cita várias fontes policiais, o homem foi identificado como Jarrod Warren Ramos, de 38 anos.

Ramos deverá comparecer numa primeira audiência em tribunal, esta sexta-feira.

Na quinta-feira, o suspeito entrou armado na redação do jornal Capital Gazette, em Annapolis, Maryland, e fez vários disparos, que provocaram a morte de cinco pessoas.

As cinco vítimas mortais são os jornalistas Robert Hiaasen, 59 anos, Gerald Fischman, 61 anos, John McNamara, 56 anos, Wendi Winters, de 65 anos, e a assistende de vendas Rebecca Smith, 34 anos.

Ramos foi encontrado pela polícia debaixo de uma secretária e foi levado sob custódia policial.

Segundo o porta-voz da polícia local, Bill Krampf, o homem foi interrogado pelas autoridades na quinta-feira à noite.

Apesar de não haver certezas sobre os motivos que estiveram na origem deste ataque, as autoridades não têm dúvidas de que o suspeito teve a intenção de atingir o jornal. Desconhece-se, porém, se Ramos queria atacar alguém em particular.

Sabe-se sim que Ramos apresentou uma queixa de difamação contra o jornal em 2012 por causa de um artigo que falava sobre o seu envolvimento num caso de assédio.

Esse texto, intitulado “Jarrod quer ser seu amigo”, escrito pelo jornalista Eric Hartley, expês o assédio que o homem tinha feito a uma antiga colega de escola, através do Facebook. O artigo detalhava a sua confissão em tribunal.

Esta sexta-feira, o Capital Gazette acordou de luto, com uma capa que homenageia as vítimas do ataque.