voltaram a fazer "intensos" ataques a duas províncias sírias, atingindo pelo menosAs duas províncias já tinham sido fortemente atingidas por ataques russos na semana passada, com Moscovo a afirmar que o alvo era o grupo estado islâmico.