Um rapaz desaparecido há 13 anos foi encontrado em Ohio, nos EUA. O agora adolescente, Julian Hernandez, estava com o pai, que, alegadamente, o terá raptado ainda em criança.

Julian Hernandez tinha apenas cinco anos quando desapareceu da cidade natal, Birmingham, Alabama, nos EUA. Na manhã do dia 28 de agosto, de 2002, o pai, Bobby Hernandez, deveria levá-lo ao infantário, mas depois desse dia nenhum dos dois voltou a ser visto.

As autoridades perceberam, na altura, que o pai estava envolvido no desaparecimento da criança, uma vez que Bobby Hernandez levantou grande parte do dinheiro que tinha no banco e levou alguns pertences do filho, antes de fugir.

Durante vários anos, a polícia emitiu comunicados com imagens do rapaz na altura e com retratos da sua suposta aparência atual. Mas nunca obteve pistas sobre o seu paradeiro.

Até agora. As autoridades norte-americanas receberam uma denúncia, no início desta semana, que indicava que o agora adolescente poderia ser um menino que tinha desaparecido em Alabama. Contudo, quando o Centro Nacional para Crianças Desaparecidas e Exploradas foi contactado, percebeu que se tratava de Julian Hernandez.

Aparentemente o que despoletou a denúncia, foram as  tentativas sucessivas do rapaz para candidatar-se à faculdade, mas continuava a ter problemas com a verificação dos números da Segurança Social.

O jovem tem agora 18 anos e foi encontrado são e salvo. Ao que tudo indica, Julian viveu uma vida normal nos últimos 13 anos, nos EUA.
 

“O [Bobby] está aqui entre três e cinco anos… é um tipo simpático”, disse um vizinho, à NBC News, acrescentando que o jovem sempre foi bom aluno.


De acordo com o órgão de comunicação, Bobby Hernandez foi preso, esta segunda-feira, e vai ser julgado pelo rapto e por forjar documentos para obter um cartão de identificação, em Ohio.

Nota de redação: Inicialmente foi divulgado erradamente que Birmingham se situava no Reino Unido, mas na verdade referia-se a uma pequena localidade no Alabama, Estados Unidos. Facto pelo qual pedimos desculpa