O Presidente Barack Obama disse quarta-feira estar «muito impressionado com as declarações» do Papa Francisco, pela sua «humildade», «empatia com os pobres» e por atuar na mesma linha do que tem defendido.

Numa entrevista ao canal financeiro CNBC, Barack Obama disse que a avaliação que faz não se deve a «nenhum assunto em particular», mas lhe parece que o Papa «é alguém que segue os ensinamentos de Cristo, alguém de muita humildade, sentido de empatia com os pobres».

«Creio, primeiro que tudo e sobretudo isso, pensa em acolher as pessoas e não a recusá-las, procura o que é bom para as pessoas, em vez de as condenar», afirmou Obama.

O Presidente norte-americano defendeu ainda que os seis meses de pontificado de Francisco estão caracterizados pelo espírito do «amor e da unidade, que se manifesta não só no que diz, mas também no que faz».

Desde a sua eleição em março que o Papa Francisco tem feito declarações a favor de uma maior aproximação da igreja católica aos pobres e desfavorecidos, ao mesmo tempo que adotou uma postura mais tolerante face à homossexualidade e ao papel da mulher.