Sete crianças de uma mesma família, com idades compreendidas entre os 5 e os 15 anos, morreram este sábado de madrugada num incêndio em Nova Iorque, nos Estados Unidos. A mãe das vítimas e um dos filhos conseguiram sobreviver, mas estão em estado grave.
 
De acordo com os bombeiros, citados pelo jornal  «New York Times», trata-se da maior tragédia naquela cidade provocada pelas chamas.
 
O fogo começou numa habitação com dois andares, em Brooklyn. Uma das crianças morreu no local, as outras quatro ainda foram levadas para o hospital com vida, mas acabaram por não resistir.

A mãe e uma filha, com 15 anos, conseguiram salvar-se ao atirarem-se pelas janelas. Ambas sofreram queimaduras e inalaram fumo, pelo que tiveram de receber assistência médica.
 
Os bombeiros suspeitam que o incêndio teve início numa placa elétrica avariada.