Tirar a vida a um bebé parece algo cruel e condenável mas, para o candidato que quer ser o rosto republicano na corrida à presidência dos EUA, tudo depende do bebé. Jeb Bush disse, esta segunda-feira, numa entrevista ao Huffington Post, que mataria Hitler, bebé, para alterar o curso da História.

O debate começou em outubro e mantém-se ativo no Twitter, depois da pergunta ter sido lançada pela revista do New York Times. O órgão de comunicação perguntou aos leitores se, para mudar a História para melhor, teriam coragem de matar Hitler em bebé.

 

A mesma questão acabou por ser feita pelo Huffington Post ao antigo governador da Flórida e Jeb Bush não teve a menor dúvida na resposta.
 

“Claro que o faria!”.


O candidato recordou as lições do filme “Regresso ao Futuro” e admitiu que voltar atrás no tempo “poderia ter efeitos perigosos no resto”. Mas, apesar disso, insistiu que mataria Hitler bebé. Mesmo que, nessa altura, fosse "querido".
 

“Mas eu faria-o. Quer dizer, é o Hitler…”, afirmou, encolhendo os ombros.





O político enfatizou ainda a sua resposta, nas redes sociais, deixando um comentário no Twitter, onde pode ler-se: “Tinha de o fazer”.