Uma onda de “palhaços sinistros” está a assustar a população dos Estados Unidos e a preocupar as autoridades. O fenómeno tem-se espalhado por outros países e está a ganhar contornos aterrorizantes.

A semana passada, na cidade de Bardstown, no estado norte-americano do Kentucky, um homem disparou tiros para o ar depois da mulher o ter alertado para a presença de “palhaços horrorosos” na rua.

No Texas e Alabama, o problema já levou ao encerramento de escolas e a uma série de detenções.

No Canadá e no Reino Unido, a polícia recebeu queixas em diversas cidades.

Em Durham, no norte de Inglaterra, um palhaço terá seguido quatro crianças, entre os 11 e os 12 anos, no percurso até à escola empunhando uma faca. A ITV retala ainda o caso de várias pessoas perseguidas por um palhaço com um machado.

Em Leicestershire, uma mulher entrou prematuramente em trabalho de parto depois de ter sido assustada por um adolescente disfarçado de palhaço assustador.

Obrigada pela preocupação com a minha amiga. Esta estava grávida de oito meses e um miúdo estúpido de 17 anos saltou para a frente dela vestido de palhaço”, contou uma amiga no Facebook. “O bebé nasceu prematuro, mas mãe e bebé estão bem. Por favor pensem que idosos e grávidas não são as melhores pessoas para assustar.”

Na Austrália, a brincadeira correu mal para um palhaço, que acabou por ser agredido por um jovem quando o queria assustar com um taco de basebol.

Normalmente, estes palhaços andam nas ruas à noite, em parques e locais menos iluminados, a assustar os transeuntes.

Entretanto, nas redes sociais, têm surgido diversas sobre o fenómeno, onde têm sido reportados centenas de casos e partilhados vários vídeos.

A preocupação das populações já levou até a que o porta-voz da presidência dos Estados Unidos, Josh Earnest, tivesse que responder a uma série de perguntas sobre os incidentes numa conferência de imprensa.

As autoridades locais estão a analisar a situação com seriedade e irão investigar apropriadamente se perceberem que há ameaças à segurança pública”, afirmou.

A Polícia de Roselle, em Nova Jérsia, lançou mesmo o apelo para que os pais não deixem que os filhos se mascarem de palhaços no próximo Halloween.

A onda de palhaços começaram em Greencville, na Carolina do Sul, em agosto, quando várias crianças disseram às autoridades que um grupo de palhaços as aliciou com doces para as levar até à floresta.

Palhaços profissionais preocupados

O fenómeno está a alarmar os palhaços profissionais, que se têm demarcado dos palhaços que estão a assustar as pessoas em vários países.

O clube de palhaços mais antigo do mundo, a Clowns International, teme pela reputação da profissão e acha que a ideia de assustar pessoas na rua “não tem piada”.

A rede McDonald’s já anunciou que o seu famoso palhaço, Ronald McDonald, vai fazer menos aparições em consequência do estranho fenómeno dos palhaços assustadores.