A forte tempestade nos Estados Unidos da América já causou, pelo menos, cinco mortos devido a queda de árvores. Duas das vítimas são crianças do sexo masculino.

Ruas inundadas, cortes de energia, rajadas de vento fortes, neve e muita chuva, é assim que se encontra o nordeste e o cento oeste do país, segundo a agência Reuters.

O serviço nacional de meteorologia já anunciou que a neve e a chuva têm tendência a diminuir, mas as rajadas de vento de 80 quilómetros/ hora persistirão durante todo o sábado. De resto, os ventos fortes estão na origem de várias quedas de árvores e cortes de energia, desde a passada sexta-feira.

No início de sábado, estavam registadas mais de dois milhões de casas sem eletricidade, nas regiões afetadas pela tempestade. Uma situação que está a afetar também as empresas e obrigou à divulgação de um aviso às populações, com a garantia que o serviço será reposto ainda este sábado ou, na pior das hipóteses domingo.

Em Boston e nas comunidades costeiras, as ondas grandes e a maré alta, fizeram com que a água chegasse às ruas, causando as segundas inundações deste ano.

O governador da Virgínia, Ralph Northam, e o governador de Maryland, Larry Hogan, já declararam estado de emergência.

Por favor, use o senso comum, tome atenção aos avisos, mantenha-se em casa e fora das estradas, se possível.”, disse o governador Larry Hogan num comunicado.

Mais de um quarto dos voos, dos três maiores aeroportos de Nova York, foram cancelados e em Boston o aeroporto está encerrado. Um voo que partiu de Washington sofreu tal turbulência que deixou a maior parte dos passageiros e alguns membros da tripulação doentes, informou a Administração Federal de Aviação dos EUA.

A companhia ferroviária do país, a Amtrak, cancelou mais de uma dúzia de comboios e alterou todo o seu cronograma no sábado. Assegurando que está a trabalhar na restauração dos seus serviços.