Os erros médicos são a terceira causa de morte nos EUA, após as doenças cardiovasculares e o cancro, com cerca de 250 mil óbitos por ano, segundo os cálculos de dois investigadores publicados na British Medical Journal (BMJ).

Não existem estatísticas oficiais sobre as mortes resultantes de erros médicos. Mas estimativas recentes situam-nas entre as 210 mil e as 400 mil entre os doentes hospitalizados nos EUA.

Com base em estudos que remontam a 1999, e extrapolando para o conjunto das hospitalizações reportadas em 2013, Martin Makary e Michael Daniel, da Johns Hopkins University School of Medecine de Baltimore, calcularam uma taxa média de 251.454 morte por ano ligadas a erros médicos, um número que consideram “subestimado”, porque só consideraram as mortes ocorridas no hospital.