Uma faculdade de Medicina da Universidade da Carolina do Sul viveu, esta quinta-feira, momentos de grande tensão após vários disparos. 
 
De acordo com a última atualização da polícia, tratou-se de um caso de homicídio seguido de suicídio. O crime teve lugar, segundo uma testemunha não identificada, no quarto andar do edifício.
 
A identidade das vítimas não é ainda conhecida e a polícia não adianta também se os dois mortos são alunos.
 


Logo que se ouviram os tiros, a universidade acionou o alarme e emitiu alertas para os serviços de emergência e por twitter, para que os alunos procurassem abrigos. 

 
A situação de emergência já foi dada por concluída e todos os alunos estão bem. A investigação está nas mãos da investigação forense e criminal, que vai apurar se se tratou de um crime passional. 

Rachel Bennett, uma das alunas, foi dando conta ao mundo exterior o que se passava lá dentro, passando uma imagem de tranquilidade até.