«Não vai acontecer da noite para o dia. Mas acho que estas brutalidades publicitadas pelo Estado Islâmico, decapitações, imolações e coisas do género, tiveram também um efeito galvanizador até no Médio Oriente», afirmou Clapper num evento organizado em Nova Iorque pelo Conselho das Relações Externas.