Dezenas de quadros foram roubados do Museu Nacional de Belas Artes de Havana, divulgou hoje um "site" noticioso dedicado a Cuba, que refere que as obras de arte poderão estar em Miami, Estados Unidos, para serem vendidas ilegalmente.

Segundo o "site" Café Fuerte, dedicado à atualidade de Cuba e de Miami e citado pela agência noticiosa espanhola EFE, as obras roubadas têm um grande valor patrimonial e histórico.

Pode tratar-se do «maior desfalque de património pictórico cubano das últimas décadas», afirmou uma fonte do museu.