A Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) pediu aos Estados Unidos que encerrem os seus centros de detenção para crianças e famílias imigrantes.

No primeiro dia das 153 sessões agendadas, a CIDH realizou uma dezena de audiências sobre os Estados Unidos, Equador, Colômbia e Cuba. Numa delas, a comissão expressou a sua preocupação pela gestão do Governo de Barack Obama na crise provocada pela chegada de 60.000 de menores sozinhos às fronteiras do país este ano, vindos de El Salvador, Guatemala e Honduras.

«A comissão expressou repetidamente que as crianças não devem ser retidas em centros de detenção», afirmou Felipe González, membro da CIDH, que no início deste mês visitou o sul do Texas para avaliar a situação dos menores.