Um rapaz de oito anos foi acusado de homicídio, depois de ter matado um bebé, em Alabama, nos EUA. As autoridades referiram que esta é o arguido deste crime mais novo de sempre neste Estado norte-americano.

No dia 11 de outubro, Katerra Lewis decidiu sair à noite, ir para uma discoteca com uma amiga e deixar seis crianças, com menos de oito anos, sozinhas em casa. Entre elas estava Kelci Lewis, de 12 meses, que foi espancada até à morte por um dos rapazes, porque não parava de chorar.
 

“O menino de oito anos, imprudentemente, limitou-se a lidar violentamente com o bebé de um ano”, afirmou o porta-voz da polícia, Sean Edwards.


De acordo com o New York Times, Kelci foi espancada até à morte e o seu corpo foi encontrado oito horas depois, quando a mãe da menina regressou a casa, na manhã seguinte. As autoridades declararam que Kelci tinha “sofrido um traumatismo craniano e graves danos nos órgãos internos”.

Katerra Lewis entregou-se às autoridades e foi acusada de homicídio por negligência, por ter proporcionado a situação, quando deixou as crianças sozinhas. A mulher foi libertada, depois de ter pago uma caução no valor de 15.000 dólares.

Os investigadores acreditam que a condenação da mãe pode fazer com que casos semelhantes não aconteçam.
 

“A maior parte das mães que conheço nunca fizeram algo assim, mas envia a mensagem que este tipo de comportamentos, que este tipo de irresponsabilidade parental, é totalmente inaceitável”, disse um dos polícias.


Entretanto, o rapaz de oito anos está sob custódia do Departamento de Recursos Humanos de Alabama, mas não são conhecidos os contornos do seu julgamento. Devido à idade do homicida, as autoridades já vieram a público dizer que o caso vai continuar a ser confidencial.