“Acreditamos que a única solução para este problema é pôr um fim à detenção de famílias”, destacaram os congressistas na carta.