O Capitólio, edifício do congresso dos Estados Unidos da América, foi este sábado encerrado depois de serem ouvidos tiros nas imediações. A polícia deu imediatamente a indicação de que já teria «neutralizado» o atirador, mas sabe-se agora que se tratou, afinal, de um suicídio nas imediações que fez disparar os alertas, obrigando a segurança a atuar.

A agência Reuters cita uma fonte policial que refere que o encerramento do complexo do congresso norte-americano foi uma medida de precaução.

A polícia estará também a investigar um pacote suspeito, encontrado junto ao complexo em Washington, tendo fechado à circulação as vias mais próximas.

«O Capitólio foi encerrado devido a uma potencial ameaça de segurança. Ninguém pode entrar ou sair», explicou em comunicado a porta-voz das autoridades que protegem o edifício do congresso norte-americano, Kimberly Schneider.


O bloqueio foi levantado, cerca de duas horas depois do incidente.

A imprensa local já tinha avançado que o alegado atirador se suicidara, deixando para trás uma mala que está a ser analisada pelas autoridades. A NBC News, que cita declarações de um responsável do Estado, adianta que o incidente não terá qualquer relação com o terrorismo.

Poucos deputados estavam no Capitólio, uma vez que é sábado e o congresso não realizou nenhuma sessão nas últimas duas semanas.