Centenas de pessoas manifestaram-se na quarta-feira em Nova Iorque contra a morte de um jovem negro em Baltimore, um protesto que gerou distúrbios que terminaram com detenções.

A manifestação estava convocada para a Union Square e, segundo meios de comunicação locais, acabou por se estender às zonas envolventes, perante uma forte presença policial e após pedidos do presidente da Câmara, Bill de Blasio, para que a ação se desenrolasse de forma pacífica.

Imagens televisivas mostram vários detidos a ser levados por agentes policiais. A manifestação começou às 18:00 de quarta-feira (23:00 em Lisboa) e continuava duas horas depois.

Mas os protestos por mais este incidente espalharam-se pelo país, além de Nova Iorque. Milhares de pessoas manifestaram-se nas ruas de Baltimore, mas também a outras cidades: Washington, Boston e Seattle.

Os protestos em Baltimore decorreram perante forte presença policial e de forma pacífica, antes de iniciar o recolher obrigatório, que começou às 22:00 locais (03:00 de quinta-feira em Lisboa).

Os manifestantes gritaram frases contra a brutalidade policial e contra a classificação de "delinquentes" atribuída aos que causaram distúrbios na segunda-feira à noite.