Agentes da patrulha fronteiriça de Rio Grande Valley (Texas), nos Estados Unidos, zona limítrofe com o México, intercetaram um grupo de 60 imigrantes, 43 centro-americanos e 17 mexicanos, que pretendiam entrar no país escondidos num camião frigorífico.

Segundo um comunicado da patrulha fronteiriça, um dos cães de inspeção detetou a presença dos indivíduos, pelo que os agentes solicitaram ao condutor que abrisse o atrelado de carga, onde encontraram os imigrantes entre caixas de brócolos, a temperaturas muito baixas.

As portas do atrelado estavam fechadas com um cadeado e os indivíduos não tinham forma de escapar. O termómetro marcava 49 graus fahrenheit (9 graus centígrados)”, indica a nota.

O grupo, cujos membros serão processados por entrarem de forma ilegal no país, tinha 22 guatemaltecos, 17 mexicanos, 13 salvadorenhos e oito hondurenhos. O condutor, também guatemalteco, foi detido e aguarda acusações por contrabando de estrangeiros.

O comunicado indica que as autoridades ofereceram assistência médica aos imigrantes, mas estes recusaram.

“A atividade criminosa deste tipo também leva a graves consequências para os condutores de camiões que praticam o contrabando”, disse o chefe da patrulha, Manuel Padilla Jr.