Três dezenas de crianças e um professor de uma escola do Colorado, nos Estados Unidos, foram na segunda-feira «atacados» por uma substância desconhecida.

Apresentavam irritações na pele e nos olhos. Alguns tiveram mesmo que ser tratados no hospital.

Depressa a escola foi encerrada e cercada pelas autoridades: polícia, carros de bombeiros e equipas de descontaminação, que desde então têm estado a descontaminar as instalações e o recreio. E, com este trabalho, chegou a conclusão da «ameaça»: pimentos, mais concretamente, uma versão de chli peppers habanero, muito picante. Seis exemplares foram encontrados no recreio e explicam o calor e a irritação na pele e nos olhos. A sensação é tão forte que as vítimas parecem sofrer de queimaduras.

Como é que lá foram parar, ninguém sabe, mas, ultrapassado o perigo, a escola deve reabrir portas nesta quinta-feira, como conta a CNN.