Apenas um minuto de exercício físico intenso é o suficiente para os mais idosos poderem melhorar a sua saúde. A conclusão é de um estudo feito na Universidade de Abertay, Escócia, por especialistas em exercício físico e no processo de envelhecimento, escreve o «Telegraph».

Os investigadores utilizaram um grupo de reformados para testar o impacto de um regime intenso de exercício físico durante um minuto, duas vezes por semana.

Seis semanas após o início do plano, não só a forma física dos indivíduos melhorou como também a pressão arterial diminuiu. O estudo publicado pela revista científica da Sociedade Americana de Geriatria, quer constituir uma alternativa e melhorar a percepção das pessoas em relação ao envelhecimento.

«O processo de envelhecimento é geralmente visto de forma muito negativa pela sociedade. As pessoas sabem que à medida que se envelhece, é mais difícil fazer tarefas banais como levantar de uma cadeira ou carregar as compras», explicou um dos cientistas, John Babraj.

Esta foi a primeira vez que um treino de alta intensidade física foi testado em idosos, de acordo com os investigadores.

Em cada sessão, os reformados faziam «sprints» de seis segundos numa bicicleta. O número de corridas a grande velocidade foi sendo aumentado, semana após semana. Entre cada «sprint», os participantes podiam descansar um minuto até ao batimento cardíaco voltar ao normal.