O presidente dos Estados Unidos recusou hoje que a sua política comercial seja a culpada pela decisão da Harley-Davidson de transferir parte da produção para o exterior, afirmando que a empresa está a usar isso como “desculpa” para esconder outros planos.

Donald Trump disse no Twitter que a empresa de motas sediada em Milwaukee está a usar a “guerra comercial de tarifas” entre os Estados Unidos e a União Europeia como uma “desculpa” para ocultar planos previamente anunciados de mudar postos de trabalho para a Ásia.

A Harley-Davidson anunciou segunda-feira que irá retirar parte da sua produção dos Estados Unidos devido às tarifas que a União Europeia impôs, em retaliação às impostas pelos Estados Unidos.

Trump avisou a Harley-Davidson que qualquer mudança na produção "será o começo do fim".

"A aura irá desaparecer e serão taxados como nunca dantes!", afirmou Donald Trump num dos vários tweets, referindo-se às tarifas que a Harley-Davidson poderá enfrentar em motos produzidas no exterior e enviadas de volta aos Estados Unidos para venda.