O Presidente norte-americano, Donald Trump, desmentiu segunda-feira “fortemente e claramente” ter tido uma relação sexual com a atriz de filmes pornográficos com o nome artístico de Stormy Daniels.

No dia seguinte à difusão, há muito aguardada, da entrevista à estrela porno, a reação da Casa Branca foi inequívoca.

Diria que o Presidente desmentiu fortemente, claramente e constantemente” estas acusações, assegurou hoje Raj Shah, porta-voz adjunto do executivo norte-americano, aos jornalistas.

Trump, apesar de ser rápido a atacar os seus adversários, nunca comentou publicamente este caso.

Está assim por explicar por que razão o advogado pessoal de Trump, Michael Cohen, pagou 130 mil dólares (104 mil euros) a Stormy Daniels, cujo verdadeiro nome é Stephanie Clifford, alguns dias antes da eleição presidencial de 2016, em troca do seu silêncio.

Perguntem a Michael Cohen”, desviou Shah.

No domingo à noite, 22 milhões de pessoas seguiram a entrevista desta estrela do cinema porno, divulgada no programa ‘60 Minutos’, na cadeia televisiva CBS, um recorde de audiência desde a entrevista ao casal Obama, em 2008.

Stormy processa

Entretanto, a atriz Stormy Daniels avançou com uma queixa por difamação contra o advogado pessoal de Donald Trump, Michael Cohen.

Stormy Daniels diz que foi ameaçada para estar calada e nada dizer sobre o caso que garante ter mantido com Donald Trump.