Enrique Marquez, amigo e vizinho do casal que matou 14 pessoas durante uma festa em San Bernardino, na Califórnia, no início de dezembro,foi acusado de terrorismo, avança a Associated Press. Os autores do massacre foram enterrados esta semana num funeral com segurança máxima e participação mínima.

Enrique Marquez, convertido ao Islão há vários anos, era amigo de infância de Syed Rizwan Farook e o dono de duas das armas usadas no tiroteio.

Segundo o New York Times, o homem tem vindo a colaborar com as autoridades e terá confessado mesmo que ele e o amigo planearam um ataque, em 2012, mas que não levaram o plano até ao fim.

Uma notícia que chega pouco depois do FBI ter descartado ligações de Syed Rizwan Farook e Tashfeen Malik a uma célula terrorista.

Enrique Marquez será a primeira pessoa detida e indiciada pelo massacre ocorrido há mais de duas semanas.

Syed Rizwan Farook e Tashfeen Malik morreram naquela noite de 2 de dezembro. Foram a enterrar na terça-feira, numa cerimónia à qual não assistiram mais de dez pessoas e guardada por agentes do FBI.

O casal deixou uma filha de seis meses.