O Presidente do Brasil, Michel Temer, disse hoje que o seu Governo pode providenciar o transporte para regresso das crianças brasileiras que foram separadas das famílias surpreendidas a tentar entrar ilegalmente nos Estados Unidos.

Levantei com o vice-Presidente [dos Estados Unidos] a questão dos menores brasileiros que se encontram separados de seus pais nos Estados Unidos. Disse que se trata de questão extremamente sensível para sociedade e o Governo brasileiro", disse Michel Temer numa conferência de imprensa após uma reunião oficial com Mike Pence em Brasília.

"Assinalei que nosso Governo está pronto a colaborar no transporte dos menores brasileiros de volta ao Brasil se esse for o desejo das famílias. As autoridades dos dois países continuarão em contacto sobre esse tema", acrescentou o chefe de Estado brasileiro.

Desde que o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, endureceu o tratamento dado aos imigrantes ilegais no seu país, pelo menos 49 crianças brasileiras foram separadas dos pais e enviadas para abrigos, segundo informações divulgadas pelo Governo norte-americano já confirmadas pelo Ministério das Relações Exteriores brasileiro.

Referindo-se ao problema da separação ode famílias de imigrantes ilegais, o vice-Presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, afirmou que o seu Governo tenta manter as famílias unidas e que irá trabalhar para reunir aquelas que já foram separadas.

"Trabalhamos para reunir as famílias, inclusive famílias brasileiras que estão neste meio. Vamos fazer acontecer", afirmou.

O representante do Governo norte-americano também enviou um recado àqueles que pensam em entrar nos Estados Unidos de forma ilegal, referindo-se principalmente aos imigrantes de países da América Central.

"Eu tenho uma mensagem para as pessoas da América Central [...] Não arrisque a sua vida ou a vida dos seus filhos tentando vir para os Estados Unidos com traficantes de drogas e traficantes humanos. Se você não consegue vir legalmente não venha", enfatizou.

Além de tratar dos problemas que a separação de famílias de imigrantes ilegais vem criando nos Estados Unidos, o Presidente brasileiro e o vice-Presidente norte-americano também discutiram a situação dos refugiados da Venezuela, acordos de cooperação na área de exploração espacial, acordos bilaterais e questões comerciais como a taxa das exportações de aço brasileiro.