"Há muito tempo que estou preocupado com a escolha da Rússia pela FIFA e as notícias de hoje apenas sublinham a necessidade de eleger um presidente que não somente apoie os valores da FIFA, mas que assegure que a FIFA não recompense países que não apoiam esses valores", disse o senador Menendez, do estado de Nova Jérsia, numa nota enviada à agência Lusa.




Departamento de Justiça dos Estados Unidos indiciou nove dirigentes ou ex-dirigentes e cinco parceiros da FIFA

"Dadas as violações da integridade territorial da Ucrânia, os esforços de Putin para minar princípios de cooperação multilateral, normas partilhadas e acordos internacionais, acreditamos que permitir que a Rússia receba o Mundial vai apoiar o regime de Putin numa altura em que ele deve ser condenado", escreveram os dois senadores na carta enviada terça-feira, antes das detenções serem conhecidas.


"Ao permitirem que [o país] receba a competição, vão oferecer um salva-vidas económico que contraria as sanções multilaterais impostas pela comunidade internacional", acrescenta a missiva.






"Encorajamos fortemente a eleição de um presidente que apoie estes valores e negue ao regime de Putin o privilégio de receber o Mundial de 2018", concluem os senadores.