As negociações sobre o acordo de livre comércio entre os Estados Unidos e a União Europeia devem ser suspensas devido à relutância de Washington fazer concessões, disse esta terça-feira o secretário de Estado do Comércio Externo francês.

Tendo em conta o estado de espírito dos Estados Unidos hoje, essa parece ser a opção mais provável”, disse hoje Matthias Fekl, quando questionado sobre se as negociações, que começaram em 2013, teriam de parar.

A notícia chega um dia depois da Greenpeace ter divulgado através da Internet 248 documentos confidenciais referentes às negociações do Acordo de Livre Comércio e Investimento Transatlântico. Segundo a organização ambientalista, o rascunho oficial das conversações indica que os Estados Unidos estão empenhados em interferir diretamente nos processos de decisão na Europa, ao nível da União Europeia e também junto de cada país.