O chefe da diplomacia russa, Serguei Lavrov, disse esta terça-feira que “não existe uma única prova” sobre ingerência da Rússia nas eleições presidenciais dos Estados Unidos.

“Estão a acusar-nos sem uma única prova de ingerência nas eleições, nem nos Estados Unidos nem em qualquer outro país”, afirmou Lavrov durante uma conferência de imprensa realizada em Moscovo.

O governante russo garante que todas estas alegações são "fantasias", dando até outro exemplo: "Recentemente, houve uma alegação que Moscovo decidiu que ministro nomear na África do Sul. Não há limites para a fantasia."

As declarações do ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia ocorrem menos de 24 horas depois de destacados membros da campanha eleitoral de Donald Trump terem sido acusados pela justiça norte-americana.