As autoridades mexicanas anunciaram este sábado ter resgatado 136 imigrantes ilegais da América Central, incluindo dezenas de crianças, que estavam a ser transportadas de camião para os Estados Unidos em “condições deploráveis”, sem água ou comida.

Os 136 imigrantes, das Honduras, Guatemala, El Salvador e Nicarágua foram resgatados no Estado de Veracruz, no sudeste mexicano, após 24 horas de viagem sob temperaturas acima dos 40 graus centígrados, revelou em comunicado o Instituto de Migração do México (INM).

A polícia revistou o veículo, que parecia abandonado à beira da estrada, depois de ouvir vozes e choros de crianças, segundo a mesma fonte. No grupo havia 49 menores, 13 deles viajando sozinhos, que vão receber ajuda para pedir refúgio no México. Os adultos, tal como as crianças acompanhadas, serão enviados de volta aos países de origem.

Desde início do ano, as autoridades migratórias mexicanas prenderam cerca de 981 migrantes da América Central a caminho dos Estados Unidos.

Meio milhão de pessoas, fugindo de violência e pobreza nos respetivos países, tentam passar pelo México para os Estados Unidos todos os anos, geralmente transportadas por traficantes humanos que os submetem a condições degradantes e perigosas, segundo dados da ONU.