para casa dos verdadeiros pais

Já no tribunal, os pais mexicanos de Alondra Luna Nunez e Dorotea Garcia, a mulher que dizia ser a mãe biológica, apresentaram as certidões de nascimento da menina. De acordo com fonte policial, os pais mexicanos não entregaram os documentos adequados pelo que a custódia foi entregue a Garcia, pelo Ministério das Relações Externas. 

«As pessoas que me conhecem não precisam de dar explicações para o que aconteceu. Qualquer explicação que eu dê não vai mudar a opinião das pessoas no México», afirmou Garcia em declarações à AP.

«Nós, como juízes, apenas somos responsáveis por resolver o caso no que diz respeito à recuperação do menor. Não fazemos investigações ou perguntas», afirma a juíza, Cinthia Elodia Mercado. 

«Eu estou bem. Vejo que os Estados Unidos é um sítio bom. Não percebo nada do que eles dizem porque é tudo em inglês», afirmou Alondra .

Dorotea 

«É terrível que tenham feito isto», afirmou a mãe, Susana Nunez, à AP.