Três pessoas, dois homens e uma mulher, foram apanhadas a roubar um tubarão bebé no aquário de San Antonio, no estado norte-americano do Texas. A situação insólita foi registada pelas câmaras de vigilância do aquário.

O vídeo mostra como tudo aconteceu. O tubarão estava num aquário aberto e, por isso, os visitantes podiam tocar nos animais.

Mas um dos homens não se ficou pelo toque e agarrou o tubarão pela cauda. Enquanto isso, o outro homem tinha uma manta, no qual envolveu o animal.

Depois, os três indivíduos foram para outra sala do aquário e, aí, colocaram o tubarão que tinham acabado de roubar num balde.

O balde foi colocado num carrinho de bebé, que depois foi guiado até ao parque de estacionamento.

O tubarão foi entretanto recuperado e está de volta ao aquário de onde foi roubado.

A diretora do aquário, Jen Spellman, contou que um dos funcionários se apercebeu que os indivíduos tinham retirado algo do tanque e notificaram-na de imediato. Spellman seguiu-os até ao parque de estacionamento, mas os indivíduos acabaram por fugir através de um camião. A responsável disse que a água que estava no balde poderia ter sido fatal para o tubarão. 

Joseph Salvaggio, chefe da polícia de Leon Valley, contou que conseguiram localizar o camião usado no roubo graças aos meios de comunicação norte-americanos e às imagens de vigilância. 

O animal foi encontrado e de boa saúde e foi devolvido ao aquário na noite de segunda-feira.

Salvaggio disse que um dos assaltantes já foi detido. Trata-se de um homem com conhecimentos sobre aquários, que tinha muitos animais marinhos em casa. 

O indivíduo tinha algum conhecimento sobre como lidar com esses tipos de animais. E quando chegámos à garagem dele parecia quase uma maquete de aquário (...) Ele tinha muitos animais marinhos diferentes em casa. (Ele) sabia muito bem o que estava a fazer  por isso é que conseguiu manter o animal vivo.", disse Savaggio

Segundo a polícia, o suspeito permitiu que a polícia entrasse na casa e indicou onde estava o tubarão. O que levou a polícia acreditar que ele não o pretendia vender, mas apenas a tê-lo como animal de estimação. 

A polícia confiscou o camião e disse ainda que o caso fica encerrado quando os outros dois indivíduos forem detidos.