Os Estados Unidos ordenaram, este sábado, movimentação na península coreana.  De acordo com informações do Pentágono, o Porta-aviões USS Carl Vinson e toda a sua frota seguiram em direçaõ à Coreia do Norte, numa demonstração de força, depois de novas provocações do regime de Kim Jong-un.

De acordo com fontes do Pentágono, citadas pela CNN,  o almirante Harry Harris, chefe do Comando do Pacífico, ordenou a mobilização do porta-aviões e toda a sua frota de ataque em águas próximas da península coreana.

O comando do Pacífico dos Estados Unidos ordenou ao grupo aeronaval do porta-aviões USS Carl Vinson que se mobilize como medida prudente para manter sua disposição e presença no Pacífico", explicou o porta-voz Dave Benham.

A principal ameaça na região continua a ser a Coreia do Norte, devido a seu temerário, irresponsável e desestabilizador programa de testes de mísseis e a sua busca de armamento nuclear", acrescentou.

As movimentaçãoes acontecem poucos dias depois de os Estados Unidos terem bombardeado uma base na Síria, de onde teriam saído os aviões que atacaram rebeldes com misseis químicos.