O governo norte-americano autorizou ataques de drones no Iémen, nos últimos 10 dias. A notícia avançada pelo «Washignton Post» sublinha que os ataques se enquadram no combate à conspiração terrorista da Al Qaeda que levou ao encerramento de diversas embaixadas norte-americanas por todo o mundo.

Fontes oficiais citadas pelo diário americano referem quatro ataques rápidos com drones como consequência de informações obtidas pelos serviços secretos. Essas informações indicariam que o líder da Al Qaeda instigou o seu braço no Iémen a desencadear ataques contra alvos ocidentais.

As mesmas fontes adiantam, contudo, não saber se os ataques conseguiram anular o perigo e acrescentam que não há indicações de terem eliminado os operacionais da organização radical no Iémen. Fontes iemenitas referem, no entanto, que o último ataque matou quatro militantes.

Recorde-se que o governo americano pediu aos seus cidadãos para abandonarem o país o mais rapidamente possível devido ao que consideravam ser o potencial ataque terrorista. A embaixada norte-americana no Iémen foi uma das 19 a encerrar durante sábado passado em conjunto com outras embaixadas de vários países europeus.

De acordo com a «New American Foundation» os Estados Unidos já desencaderam 16 ataques com drones este ano, no Iémen. No ano passado estima-se que terão sido cinco.