A Organização dos Estados Americanos (OEA) aprovou uma resolução de apoio à «normalização» das relações bilaterais entre os EUA e Cuba, após divergências na negociação do texto motivadas por países como a Venezuela que pediram para incluir o «bloqueio» económico.

A resolução foi aprovada na segunda-feira, por unanimidade.

Em conflito há mais de meio século, Estados Unidos e Cuba iniciaram, a 17 de dezembro, uma aproximação histórica, com a libertação do norte-americano Alan Gross, detido há cinco anos em Havana, e os primeiros passos para o restabelecimento de relações diplomáticas.