O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) confirmou, esta terça-feira, um surto de gripe aviária em aves selvagens no condado de Whatcom, no estado de Washington, ressalvando, porém, não haver razão para alerta.

A gripe aviária, do subtipo H5N2, foi detetada em patos, enquanto a estirpe H5N8 em falcões-gerifalte cativos que tinham sido alimentados com aves selvagens caçadas, explicou a USDA numa nota.

«Não foi encontrado o vírus em aves domésticas destinadas a consumo em nenhum lugar dos Estados Unidos. Não há um alerta imediato por causa dessas estirpes de gripe aviária», indicou o departamento.

Ambos os subtipos de gripe das aves foram detetadas recentemente noutros lugares do mundo, como na Holanda e na Alemanha, mas não há registo de qualquer contágio humano até à data.

Os Estados Unidos aumentaram a vigilância depois de ter sido conhecido um caso de gripe aviária H5N2 em aves domésticas do Canadá.