A Coreia do Norte afirmou esta quinta-feira que a culpa da crise de refugiados na Europa é do “império do mal”, ou seja, dos Estados Unidos da América, responsáveis por guerras nos países de onde as pessoas estão a fugir.

Num comunicado citado pela agência KCNA, o porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros da Coreia do Norte censurou as “intoleráveis” críticas a Pyongyang no que toca a direitos humanos, quando, a seu ver, é Washington que deve ser alvo de crítica.

“Os Estados Unidos são um império do mal (…), cometem todo o tipo de abusos aos direitos humanos”, disse.


O porta-voz deu como exemplo a fuga de centenas de milhares de pessoas de países em guerra como a Síria e o Afeganistão, que tentam encontrar abrigo na Europa: “Foram os Estados Unidos que causaram o grave problema dos refugiados”.

“Como os Estados Unidos começaram guerras no Afeganistão, Iraque, Líbia, Síria e noutras partes do mundo, e alimentaram guerras civis sob o pretexto da ‘guerra ao terrorismo’ e do estabelecimento de ‘democracia’, os refugiados têm registado um aumento acentuado”, acrescentou.