«A China está contra qualquer ataque ou terrorismo cibernético e também se opõe a que qualquer país ou indivíduo utilize instalações de outro país para atacar um terceiro», destacou Wang na conversa.