Um dia depois do New York Times publicar um artigo de opinião anónimo de um alto funcionário da Casa Branca a afirmar que há uma "resistência silenciosa" a trabalhar para "frustrar parte da agenda e as piores tendências de Trump", o editor-chefe de opinião do jornal explicou como tudo se processou.

"A pessoa contactou-me através de um intermediário", começou por dizer Jim Dao questionado pela CNN.

O jornalista já tinha dito num podcast do Times que o autor é uma pessoa "conhece bem e em quem confia", acrescentando que a comunicação através de um intermediário foi feita "há vários dias".  

Ele disse-me que havia um indivíduo na administração Trump que estava muito interessado em escrever um artigo e perguntou se eu gostaria de ver isso? Quase sempre digo 'Sim, estou interessado em ver as coisas, vamos lá vê-las.", contou.

A partir daí, Jim Dao avançou com a ideia e tomou várias precauções, sem dizer quais, para proteger a identidade do autor. No jornal discutiram a forma de apresentar a pessoa e definiram que seria como "funcionário sénior da administração de Trump", termo vago que tanto se pode estar a referir a trabalhadores da ala oeste ou não, ou até um elemento das Forças Federais.

Nós sentimos que era uma peça muito forte, escrita por alguém que tinha algo importante para dizer. Esse foi o nosso foco principal".

A prática não é comum, mas Dao salienta que já existiram outros textos publicados por anónimos e que foram seguidas as normas do Times. O editor-chefe revelou também que falou diretamente com o autor do texto.

Jim Dao não esconde que o texto sofreu alguma edição, mas apenas para apenas para tornar a opinião da pessoas mais clara, sem a alterar, negando que tenha existido preocupação em esconder expressões que pudessem de alguma maneira desvendar a identidade da pessoa.

A imprensa tenta agora descobrir que é o autor e já vários foram apontados como o vice-presidente Mike Pence ou a secretária de segurança pessoal, Kirstjen Nielsen, e ainda o secretário de Estado Mike Pompeo. Pence e Pompeo já negaram a autoria.

Jim Dao disse ainda que há "um número muito reduzido de pessoas no Times que conhecem a identidade do autor" e revelou que o timing da publicação do texto em nada está relacionado com o lançamento do livro "Fear", de Bob Woodward, que descreve o comportamento de Trump e a aptidão para o cargo.

Donald Trump já reagiu ao texto e apelidou essa pessoa de "cobarde", por se esconder atrás do anonimato.