A polícia da cidade de Smithfield, nos Estados Unidos, tentou servir-se da febre em que se tornou o jogo Pokémon Go para apanhar criminosos. Os agentes aliciaram os utilizadores, afirmando que um pokémon raro estava na esquadra. 

O Pókemon que serviu de isco tratou-se de Ditto, uma criatura muito difícil de capturar.

Na página do Facebook, a polícia da cidade no Estado da Virgínia escreveu que nas suas instalações encontrava-se o Pókemon Ditto e como essa era uma criatura muito rara sabiam que muita gente se iria deslocar até essa esquadra para tentar a sua sorte. Com a justificação de que a esquadra não se podia encher de jogadores do Pokémon Go, a polícia fingiu ter sorteado nomes de vários cidadãos, resultando numa lista de oito nomes "aleatórios".

Contudo, essa “lista aleatória” era, na verdade, composta por nomes de pessoas procuradas pelas autoridades e com mandato de detenção.

Desde a publicação desta mensagem, os agentes policiais de Smithfield já conseguiram deter uma das oito pessoas que constavam na lista.  

O chefe da esquadra da polícia de Smithfield, Bryan Miller, disse ao jornal The Virginian Pilot que decidiu tornar a lista de oito pessoas com mandato de detenção um pouco mais lúdica. “Eu tenho sentido de humor”, garantiu.

Não tinha ideia que teria esta dimensão”, acrescentou o sargento.

Esta ideia não foi um caso isolado, pois a polícia de New Hampsire já tinha adotado a mesma estratégia, utilizando o Pokémon Charizard como isco. Na altura, também conseguiu capturar um criminoso, que se deslocou à esquadra para "treinar" os seus pokémons.

O jogo Pokémon Go está dar que falar por muitas razões que ultrapassam, por vezes, o próprio objetivo da aplicação. Há pessoas a deixarem os empregos para se tornarem jogadores profissionais, há padres que abrem as portas das igrejas para que os aficionados possam caçar os pokémons e ainda surgiram empreendedores que pensaram em negócios especializados no jogo da empresa Nitendo. A todas estas novidades, juntou-se a polícia americana e o seu “apurado” sentido de humor.