Pelo menos 23 pessoas perderam a vida na sequência de chuva intensa e da subida da água dos rios, no Estado norte-americano da Virgínia. A tempestade obrigou 500 pessoas a permanecerem dentro de um centro comercial por mais de 24 horas, depois de uma ponte ter ficado intransitável. Várias equipas construíram uma estrada temporária e evacuaram todos aqueles que queriam deixar o edifício.

O governador da Virgínia, Earl Ray Tomblin, assegurou que foram destacados 200 membros da guarda nacional em todos os municípios e que cerca de 300 estão prontos para serem chamados.

Dezenas de pessoas foram resgatadas dos telhados devido à subida rápida do nível das águas.

“Por favor, continuem a trabalhar em conjunto e ajudem-se uns aos outros como nós do oeste sempre fazemos”, pediu o governador em conferência de imprensa onde anunciou o aumento do número de mortos e a destruição de cerca de 100 casas. O estado de emergência foi acionado em 44 cidades.

Entre as vítimas mortais está uma criança. As buscas por uma criança de quatro anos terminou da pior forma, com as equipas a declararem o óbito. O rapaz – Edward McMillion – desapareceu nas chuvas torrenciais que se abateram na cidade de Ravenswood, situada nas margens do rio Ohio.