Um polícia norte-americano foi filmado a apontar uma arma a um grupo de adolescentes, que, aparentemente, brincava com a neve. O caso aconteceu na cidade de New Rochellhe, no Estado de Nova Iorque.

 

«Não se mexam, rapazes», grita o polícia num dos dois vídeos enviados ao blogue «Talk of the Sound».

 

Na gravação, vê-se dois adolescentes ajoelhados com as mãos no ar. O agente revista-os e em seguida manda-os levantarem-se. 

 

«Eles estavam a lutar com bolas de neve», diz a mulher que grava o incidente. «Este grupo de jovens estava a brincar e agora um polícia apontou-lhes uma arma», acrescenta.

 

De acordo com a polícia da cidade, o vídeo não é bem o que parece.

 

«Não houve nenhuma luta com bolas de neve», afirma o Comissário da Polícia de New Rochelle, Anthony Murphy, que classifica o video como um ato de «malícia inteligente».

 

Segundo Murphy, «o vídeo parece terrível, mas está completamente fora do contexto». As autoridades estavam no local em resposta a uma chamada para o 911 (112 americano). Um adolescente, de um grupo de 6, teria sacado de uma arma e apontado a outra pessoa.

 

«Enviámos vários carros para a área. Assim que os agentes saíram, um dos indivíduos dobrou-se, ajustou algo na cintura e fugiu», explica Murphy.

 

Um dos polícias saiu então em perseguição do suspeito e o colega, que aparece no vídeo, ficou com os restantes jovens. Nessas circunstâncias é que foi dito aos adolescentes para não se mexerem.

 

«O grupo foi complacente», afirma o Comissário da Polícia de New Rochelle. «Trata-se de um incidente completamente diferente do que aparece no vídeo. Há, claramente um grande mal-entendido. A gravação da chamada para o 911 esclarece o que se passou», assegura.

 

As autoridades não vão publicar a gravação da chamada para não comprometer o informante.

 

«Estou certo de que se publicarmos [a gravação], há pessoas que vão identificar quem fez a queixa (…) Dependemos do publico para nos dar informação, se violarmos essa confiança, o que dizemos às pessoas?», questiona Anthony Murphy.

 

O membro do Concelho de New Rochelle, Jared Rice, que já questionou os métodos da polícia no passado, comentou o incidente no Twitter e confirma a versão da polícia.


As autoridades ainda não encontraram o suspeito, que  «entrou num edifício apartamento desconhecido».