As autoridades italianas apresentaram um importante dispositivo de segurança em torno dos eventos do Jubileu, que arranca na próxima terça-feira, no Vaticano, o primeiro “na era da organização Estado Islâmico (EI)”.


“Nós classificamos os eventos em torno da Basílica de São Pedro, e de outras, em cinco categorias de segurança – de 0, para aqueles com menos de 30 mil pessoas, até 4 para os que podem concentrar cerca de 300 mil”, explicou o prefeito de Roma, Franco Gabrielli, responsável pela coordenação da gestão do evento.


A cada nível corresponde um grau de segurança, prevendo mais polícias, voluntários da proteção civil ou de ambulâncias e médicos.