A UNESCO classificou  esta segunda-feira como «um ato de loucura» a destruição da cidade antiga de Nimroud, no Iraque, pelo grupo Estado Islâmico.

A diretora-geral da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura, Irina Bokova, condenou em comunicado os atos que estão a «apagar a história do povo iraquiano».

As declarações surgem depois de o grupo ter publicado no sábado um vídeo em que mostra os seus combatentes a fazer explodir espaços arqueológicos e obras de arte em Nimroud, como refere a Lusa.