O Presidente russo, Vladimir Putin, e o líder supremo do Irão, o aiatola Khamenei, dois grandes aliados do regime de Damasco, anunciaram hoje, em Teerão, o seu entendimento para rejeitar todas as "tentativas exteriores de ditar" o futuro da Síria.

Após uma reunião de mais de hora e meia, "as duas partes salientaram a unidade de pontos de vista entre Moscovo e Teerão no que respeita à inadmissibilidade das tentativas exteriores de ditar cenários de solução política" para o conflito na Síria, disse um porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov.

De acordo com imagens transmitidas pelo canal russo Rossia-24, Putin declarou que "ninguém pode ou deve impor de fora ao povo sírio quaisquer formas de governação do seu Estado, ou dizer quem deve dirigi-lo. É apenas ao povo sírio que cabe decidir".