A ONU considera "inaceitáveis" os ataques aéreos do regime sírio com barris de explosivos, que mataram dezenas de civis no norte do país.

No centro do país, o grupo radical Estado Islâmico avançou durante o fim de semana para oeste e para sul, a partir da cidade de Palmira, conquistada há 10 dias.

O mediador da ONU para a Síria, Staffan de Mistura, protestou com veemência após ataques aéreos do regime liderado por Bashar al-Assad que provocaram a morte a 84 civis no sábado, na região de Alepo, norte do país, segundo o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).