O presidente dos Estados Unidos autorizou esta sexta-feira o envio de mais 1.500 conselheiros militares para o Iraque, para treinar e assistir as forças iraquianas, incluindo curdas, na luta contra a organização Estado Islâmico, anunciou a Casa Branca.

As instruções de Barack Obama incluem a autorização para os soldados norte-americanos poderem ser deslocados para fora de Bagdade e Erbil, capital do Curdistão iraquiano, no norte do país, onde se encontram.

A informação foi divulgada pelo porta-voz Josh Earnest, que acrescentou que estas tropas «não vão ser envolvidas em combate».

Presidente dos Estados Unidos pede «cooperação» a líderes do Congresso

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, recebeu esta sexta-feira, ao almoço, na Casa Branca os líderes democratas e republicanos do Congresso, a quem pediu «cooperação», depois das eleições intercalares de dia 04.

Antes de começar a refeição, que se desenrolou á porta fechada, Obama disse que os cidadãos estão «frustrados» pela falta de resultados no Congresso nos últimos dois anos, devido à falta de acordos entre os dois partidos, e esperam «ver mais cooperação» na nova legislatura.

Depois da derrota dos democratas nas legislativas de terça-feira passada, em que os republicanos conseguiram a maioria na Câmara dos Representantes e no Senado, Obama recebeu esta sexta-feira mais de uma dezena de líderes do Congresso, dos dois partidos, durante um almoço para discutir possibilidades de colaboração.