Os jihadistas do Estado Islâmico (EI) entraram em Kobani, cidade síria situada junto à fronteira com a Turquia. A informação é avançada por um soldado curdo, que revela a existência de intensos combates favoráveis aos guerrilheiros do EI, que já controlam a zona sudoeste desta cidade, também conhecida pelo nome árabe de Ayn al-Arab.

De acordo com a CNN, que cita Alan Minbic, soldado da Unidade de Proteção do Povo Curdo, ocorre nesta sexta-feira uma intensa batalha rua a rua em Kobani.

A entrada iminente dos extremistas islâmicos em Kobani levou o parlamento turco a aprovar quinta-feira o recurso à força militar contra o Estado Islâmico no Iraque e na Síria.

O primeiro-ministro turco Ahmet Davutoglu disse nesta sexta-feira não desejar este avanço dos extremistas, que já conquistaram enormes extensões da Síria e do Iraque. «Não queremos que Kobani caia», disse aos jornalistas, acrescentando ainda uma palavra de apoio aos muitos milhares de curdos que têm fugido dos avanços jihadistas nos últimos dias.