Pelo menos 60 pessoas morreram nesta quinta-feira na sequência de um ataque bombista junto de um mercado em Sadr, nos subúrbios de Bagdade, Iraque, segundo a Reuters, que cita fontes policiais e médicas.

O Estado Islâmico reivindicou, entretanto, o ataque, de acordo com um comunicado divulgado na Internet, no qual indica que o número de mortos é superior a 75.

O camião armadilhado explodiu junto ao mercado de Jameela, no nordeste da capital Bagdade, num dos dias mais movimentados da semana.

De acordo com as autoridades policiais e hospitalares citadas pelas agências internacionais, há, pelo menos, 60 mortos e dezenas de feridos.

A cidade de Sadr é predominantemente xiita e tem estado sob a mira do Estado Islâmico nos últimos meses, mas este foi um dos maiores ataques registados na região de Bagdade,  desde que o primeiro-ministro Haider al-Abadi assumiu funções em agosto do ano passado.

Uma testemunha citada pela Reuters diz que a bomba explodiu num camião refrigerado cerca das 06:00 locais, 08:00 em Lisboa.